Estamos nas Redes

Polícia

PC-AM prende homem por crimes de violência doméstica contra ex-companheira

Publicado

on

O homem responderá por dano, descumprimento de medida protetiva e ameaça

Gabriel Lopes/PC-AM

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM) sul/oeste, cumpriu, na sexta-feira (03/03), às 15h, mandado de prisão preventiva em nome de um homem, de 46 anos, pelos crimes de dano, descumprimento de medida protetiva e ameaça, praticados contra sua ex-companheira, uma mulher da mesma idade. A prisão ocorreu em via pública, na comunidade Campos Sales, bairro Tarumã, zona oeste.

De acordo com a delegada Kelene Passos, titular da unidade especializada, a vítima informou que, na quarta-feira (1º/03), o autor foi à padaria onde ela trabalha e iniciou uma discussão, momento em que proferiu palavras de baixo calão contra ela, a ameaçou de morte e quebrou alguns utensílios de cozinha do estabelecimento comercial.

“Posteriormente, ele retornou ao local e danificou o forno de assar pães. Quando a vítima chegou ao comércio para dar início ao expediente, na quinta-feira (02/03), por volta das 6h, encontrou o objeto quebrado e resolveu comparecer à delegacia para denuncia-lo”, disse.

Segundo a delegada, na ocasião da denúncia, a mulher comunicou que o motivo das práticas criminosas seria o fato do autor não aceitar a partilha do divórcio, do relacionamento no qual eles tiveram por 17 anos. Ela contou, ainda, que tem uma medida protetiva em seu favor e relatou que não foi a primeira vez que o infrator proferiu ameaças de morte contra ela. 

“Diante da gravidade dos fatos, solicitamos ao Poder Judiciário a prisão preventiva deste indivíduo. Ao ser expedida pela Central de Plantão Criminal, na sexta, saímos em diligência e conseguimos efetuar a prisão deste indivíduo”, disse.

A titular enfatizou, ainda, que a prisão faz parte da Operação Átria, coordenada em todo o Brasil pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).


O homem responderá por dano, descumprimento de medida protetiva e ameaça e ficará à disposição da Justiça.

Publicidade

Facebook