Estamos nas Redes

Esportes

Santos é rebaixado pela primeira vez em 111 anos de história

Publicado

on

Na noite desta quarta-feira, o Santos enfrentou o Fortaleza na Vila Belmiro pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro e foi derrotado por 2 a 1, confirmando seu rebaixamento para a Série B. Os gols do Fortaleza foram marcados por Marinho e Lucero, enquanto Messias descontou para o Santos.

Com esse resultado, o Santos encerrou a competição na 17ª posição, somando 43 pontos, dois a menos que o Bahia, que venceu o Atlético-MG e assegurou a permanência na Série A. O Vasco também conseguiu escapar do rebaixamento ao vencer o Red Bull Bragantino. Por sua vez, o Fortaleza terminou o campeonato na 11ª colocação, com 51 pontos.

É a primeira vez em seus 111 anos de história que o Santos é rebaixado, após ter conquistado o título do torneio em oito ocasiões. A torcida expressou sua insatisfação com a queda, chegando a utilizar fogos de artifício no estádio.

Com o encerramento do Campeonato Brasileiro, Santos e Fortaleza só retornarão aos gramados em 2024, para a disputa dos campeonatos estaduais.

O jogo
A primeira etapa começou bem tensa na Vila Belmiro. Precisando vencer para se livrar de qualquer chance de rebaixamento, os mandantes tentaram tomar conta do embate. Com quatro minutos, o time chegou com perigo pela primeira vez. Furch foi lançado, invadiu a área e rolou para Marcos Leonardo, que chutou de carrinho. Em cima da linha, Titi evitou o gol.

Nos minutos seguintes, contudo, os visitantes passaram a dominar a posse de bola. O time trocou muitos passes no meio de campo e chegou perto de balançar as redes com Lucero. O atacante recebeu ótimo passe na área e finalizou cruzado. Atento, Messias bloqueou.

Em meio ao domínio do Fortaleza, o clima ficou ainda mais tenso no estádio alvinegro após Bahia e Vasco marcarem em seus respectivos jogos. O Leão, contudo, sofreu para levar perigo

Já aos 36, a apreensão deu lugar ao alívio. Isso porque o Tricolor Baiano levou o empate do Atlético-MG. O gol de Paulinho na Fonte Nova foi muito celebrado na Vila Belmiro e deu um gás ao time de Marcelo Fernandes, que tentou voltar ao ataque.

Com o relógio marcando 37 minutos, Lucas Braga fez boa jogada pela esquerda e cruzou na área. A bola bateu na defesa e saiu pela linha de fundo. No escanteio, o Santos colocou todos os seus jogadores no campo de ataque. No rebote, contudo, Pochettino deu um bicão para frente e encontrou Marinho livre. O atacante disparou o campo todo livre e tocou na saída de João Paulo para abrir o placar.

O Peixe buscou responder logo na sequência. Aos 43, Soteldo fez linda jogada pela esquerda, invadiu a área e chutou na rede pelo lado de fora, com desvio. No escanteio, Messias cabeceou nas mãos de João Ricardo. Nos acréscimos, Furch subiu mais que todo mundo na área e testou no cantinho para grande defesa do goleiro.

Do outro lado, os nordestinos quase ampliaram com Lucero. O atacante aproveitou cruzamento de Marinho e emendou uma bomba para a intervenção de João Paulo.

2º tempo

Na volta do intervalo, o Santos precisou partir para cima, já que o Bahia voltou a ficar na frente do Atlético-MG.  Com sete minutos, Marcos Leonardo recebeu lançamento de Nonato e buscou o contrapé de João Ricardo, que fez defesa tranquila. Na sequência, Soteldo cruzou e Furch testou pela direita.

Com o passar do tempo, o Peixe foi intensificando a sua pressão. Aos 12, então, saiu o empate. Messias subiu no terceiro andar em cobrança de escanteio e cabeceou com força para deixar tudo igual.

Cinco minutos depois, Jean Lucas teve uma chance de ouro de virar. Lucas Braga foi acionado na direita e cruzou rasteiro para o camisa 8, que estava livre, porém chutou muito mal e mandou para fora. A lamentação da torcida, contudo, deu espaço para a vibração. Isso porque o Bragantino buscou o empate com o Vasco em São Januário.

Do outro lado, o Fortaleza foi ao ataque aos 23. Zé Welison recebeu com liberdade na meia-lua e chutou com perigo por cima.

Nos minutos seguintes, o domínio foi total do Santos. O clube rondou a grande área, mas teve dificuldades para achar espaços e concluir contra a meta tricolor.

Para aumentar o nervosismos dos torcedores e jogadores, o Vasco voltou a ficar na frente do Red Bull Bragantino aos 36 minutos da etapa final. Com isso, o Santos voltou a entrar na zona do rebaixamento.

Nos minutos finais, o Peixe partiu para o desespero, mas quem fez mais um foram os visitantes, com Lucero, já aos 50 minutos, decretando o rebaixamento do Santos.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 2 FORTALEZA

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 6 de dezembro de 2023, quarta-feira
Horário: às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (Fifa-RN)
Cartões amarelos: Dodô, Inocêncio (Santos); Pochettino, Zé Welison, Pikachu (Fortaleza)
Público: 14.130
Renda: R$ 708.607,50

GOLS: Messias, aos 12 do 2º T (Santos); Marinho, aos 38 do 1ºT,e Lucero, aos 50 do 2ºT (Fortaleza)

SANTOS: João Paulo; Lucas Braga, João Basso (Jair), Messias e Dodô (Lucas Lima); Lucas Braga, Tomás Rincón (Nonato), Jean Lucas (Maxi Silvera), Soteldo e Inocêncio; Marcos Leonardo e Furch (Patati)
Técnico: Marcelo Fernandes

FORTALEZA: João Ricardo, Tinga, Titi, Benevenuto, Bruno Pacheco; Pochettino, Zé Welison, Calebe; Marinho (Pedro Augusto), Guilherme e Lucero.
Técnico: Juan Pablo Vojvoda

Foto: REINALDO CAMPOS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO – 6/12/2023

Publicidade

Facebook