Estamos nas Redes

Amazonas

Nível do Rio Negro em Manaus cresce 44 cm em cinco dias

Publicado

on

Nos últimos cinco dias, o nível do Rio Negro, em Manaus, apresentou um aumento de 44 centímetros, conforme indicado no boletim sobre a estiagem divulgado nesta quinta-feira (23). Todos os 62 municípios do Amazonas continuam em estado de emergência.

Conforme os dados da Defesa Civil, a seca severa já impactou 598 mil pessoas no estado, equivalente a 150 mil famílias.

Calha do Negro

A estação de referência na nascente da calha, localizada no município de Santa Isabel do Rio Negro, registrou elevação de 9 cm nos cinco últimos dias, porém de ontem para hoje baixou 6 cm. 

Na porção média da calha, no município de Barcelos, foi registrada uma elevação de 37 cm. Já em Manaus, a elevação foi de 44 cm.

Calha do Juruá

Nos últimos cinco dias, a estação de referência no rio Juruá, situado em Itamarati, registrou uma elevação de 0,67 cm, o que é esperado para o momento. 

Na região mais a nascente da calha, entretanto, Guajará (Cruzeiro do Sul) e Ipixuna, baixaram respectivamente, 26 cm e 96 cm, devido à oscilação esperada entre as transições de estações.

Calha do Purus

Nos últimos cinco dias, a estação de referência da calha do Purus, localizada na foz do rio e no município de Beruri, registrou uma elevação de 89 cm, o que é esperado no momento, com isso o rio já recuperou 1,61 m desde o pico da vazante.

Calha do Madeira

A estação de referência da calha do Madeira localizada na nascente do rio e no município de Humaitá, registrou uma oscilação em seu nível nos últimos cinco dias, baixando no total 0,13 cm.

Calha do Solimões

Nos últimos cinco dias, a estação de referência em Tabatinga, a nascente da calha, registrou elevação de 23 cm em seu nível, em Fonte Boa, na porção média foi registrado elevação de 77 cm. Já na região da foz da calha, em Manacapuru, foi registrado elevação de 57 cm.

Calha do Amazonas

Em Itacoatiara, o nível do rio subiu sutilmente nos últimos cinco dias, registrando elevação de 21 cm.

O número de pessoas e famílias afetadas pela estiagem no estado é baseado nas informações disponibilizadas pelos municípios que alimentam o S2iD – Sistema Integrado de Informações sobre Desastres da Defesa Civil.

Confira os detalhes do boletim:

Baixar

Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Publicidade

Facebook