Estamos nas Redes

Prefeitura

Projeto contemplado pela Lei Paulo Gustavo oferece aulas gratuitas de balé para crianças

Publicado

on

Crianças com idade entre 7 e 8 anos poderão participar de inscrição para curso de balé oferecido pela casa de artes Plano Perfeito, por meio do projeto “Manutenção da Sala de Dança do Plano Perfeito”, contemplado no Edital “Prêmio Manaus Identidade Cultural – Demais Linguagens”, da Prefeitura de Manaus, organizado pelo Conselho Municipal de Cultura (Concultura) e Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult). Ao todo, são ofertadas 30 vagas e as inscrições encerram na sexta-feira, 8/3.

Pais e responsáveis interessados em realizar as inscrições precisam se deslocar até a sede da Casa de Arte ‘Plano Perfeito’, localizada na rua Tocantinopolis (antiga Maringá), número 307, bairro Grande Vitória, zona Leste, das 8h às 17h, com as cópias de RG e CPF.

As aulas estão previstas para começarem na próxima terça-feira, 12/3. No total, serão duas turmas, uma no horário das 16h às 17h e outra no horário das 17h às 18h.

O diretor-presidente da Manauscult, Reginei Rodrigues, afirma que vê a execução da Lei Paulo Gustavo por meio dos coletivos e fazedores de cultura é um sonho realizado.

“Manaus foi a primeira capital do país a ter o plano de ação da Lei Paulo Gustavo (LPG) aprovado pelo Ministério da Cultura e logo recebeu o depósito no valor de R$ 17,6 milhões para serem distribuídos nos projetos contemplados nos editais.  O prefeito David Almeida, ao anunciar sobre a LPG, reforçou o intuito de alcançarmos cada vez mais artistas e fazedores de cultura do audiovisual e demais segmentos e, assim, Manauscult e Concultura trabalharam incansavelmente para alcançar essa meta”, pontuou.

Acesso à cultura

De acordo com a coordenadora da casa de artes “Plano Perfeito”, Márcia Vargas, o recurso foi aplicado na manutenção do espaço artístico que tem como objetivo formar crianças e adolescentes protagonistas em sua comunidade, fazendo de cada um, verdadeiro palco do fazer artístico por meio de oficinas de dança.

“Nós acreditamos que a partir desse projeto é possível desenvolver ações de acesso à arte e à cultura como ferramentas de valorização à vida, cidadania e, dentre outros fatores, que são fundamentais na formação de um jovem cidadão”, destacou.

Texto e Foto – Divulgação / Manauscult

Publicidade

Facebook