Estamos nas Redes

Prefeitura

Prefeitura inicia concretagem em obra para conter erosão ao lado do viaduto Josué Cláudio de Souza

Publicado

on

Os trabalhos preventivos na lateral do viaduto Josué Cláudio de Souza, na avenida Álvaro Maia, zona Centro-Sul, serão intensificados pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), na noite desta segunda-feira, 6/3, com a etapa de concretagem dos quatro muros de contenção, para evitar novos deslizamentos de terra no local. 

A obra é para reter os taludes (trecho inclinado do terreno que serve de sustentação do solo), já que as fortes chuvas levaram parte do material utilizado no aterro.

Por volta das 21h, as equipes da Seminf, formadas por 20 servidores, farão a concretagem desses muros para garantir a segurança da base. O secretário de Obras, Renato Junior, fiscaliza os serviços. “As nossas equipes trabalham com celeridade, como determina o prefeito David Almeida. Aqui neste entorno do viaduto havia um problema grave de erosão e alagamentos, que está sendo solucionado. Nós faremos todo o trabalho de contenção, além da reestruturação da rede de drenagem profunda, deixando o local seguro para quem vive aqui”, afirmou o secretário. 

A nova rede de drenagem profunda terá a implantação de tubulação de mil milímetros de diâmetro, para dar maior vazão às águas pluviais, evitando alagamentos.

Ainda esta semana, as equipes de obras também atuarão nos serviços de revitalização da escada em concreto, com 20 metros de altura, que possibilita aos moradores acesso à via principal. 

“Os trabalhos são para trazer solução definitiva, além de recompor os taludes e toda a rede de drenagem, iremos revitalizar o entorno, com serviços de implantação de calçada, meio-fio e sarjeta, além do plantio de grama, que também ajuda na contenção do solo”, concluiu o secretário Renato Junior. 

A Prefeitura de Manaus enfatiza que a obra não atinge o viaduto Josué Cláudio de Souza, já que o complexo não apresenta nenhum tipo de dano estrutural.

A estimativa é de que os trabalhos se estendam por aproximadamente 45 dias, por conta da cura (secagem) do concreto, à mercê do período chuvoso.

Texto – Mariana Rocha/Seminf

Fotos – Márcio Melo/Seminf

Publicidade

Facebook