Estamos nas Redes

Prefeitura

Em tempo recorde, prefeitura amplia sistema de drenagem e aplica 1,1 mil toneladas de asfalto na Djalma Batista

Publicado

on

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), conclui os serviços de aplicação da segunda camada asfáltica no trecho desnivelado sobre o igarapé do Bindá, na avenida Djalma Batista, que recebeu 1,1 mil toneladas de massa, após oito dias de trabalhos ininterruptos. A via foi entregue na quinta-feira, 23/2, com o trânsito normalizado.

O local foi interditado no dia 15/2, para intervenção estrutural, após a formação de um buraco que se abriu na via decorrente das fortes chuvas e subida do leito do igarapé. As equipes detectaram que a antiga tubulação estava desgastada, e não suportou o volume de água do igarapé, o que ocasionou fuga de material e, consequentemente, a formação do buraco. A antiga rede de drenagem de 25 anos se rompeu. 

A pista passou por reparos emergenciais no primeiro fim de semana de fevereiro. As equipes realizaram uma obra paliativa com o intuito de dar vazão ao trânsito intenso da via, um dos principais corredores viários da cidade. Para não prejudicar o trânsito, a Seminf iniciou os serviços na semana do Carnaval, com a previsão de entregar a via liberada para o fluxo entre 15 e 20 dias. 

Na primeira etapa realizada na quarta-feira, 15/2, a rua foi escavada em aproximadamente 8 metros de profundidade. Após 72 horas de trabalhos ininterruptos, os antigos tubos de ferro instalados sob a avenida foram retirados e substituídos por duas novas e modernas linhas de drenagem, cuja extensão é de 30 metros, cada. O objetivo do projeto é dar a vazão necessária às águas do igarapé e evitar novos transtornos.

Após cinco dias de serviços intensos, as obras deram um salto maior. Foi na última segunda-feira, 20/2, que a obra entrou na fase do reaterro, compactação do solo, e assentamento do rip-rap. A equipe de 120 trabalhadores aumentou o efetivo para 150 servidores, que contaram com o auxílio de 12 máquinas, entre escavadeiras, patrol, e rolo compactador, além de 45 caçambas. 

Completada uma semana, com trabalhos seguindo 24 horas do dia, na quarta-feira, 22/2, a obra chegou a 80% de conclusão. Os trabalhadores executavam o encabeçamento, refazendo as fibras ópticas, e dando início às obras de drenagem superficial. Na sequência, as equipes entraram pela madrugada de terça-feira, 23/2, aplicando a primeira camada de asfalto.

O trecho foi liberado às 11h para o tráfego de veículos. Às 22h de quinta-feira, as equipes fecharam a avenida para trabalharem na última camada de asfalto definitiva, e os trabalhos foram estendidos até as 5h da manhã. O trecho recebeu aproximadamente 1,1 mil toneladas de massa asfáltica, atendendo à entrada do conjunto Eldorado até a avenida Pedro Teixeira.

Os trabalhos percorrem, ainda, na confecção de drenagem superficial, com a implantação de meio-fio, calçada e sarjeta.

“Eu sei que a obra na Djalma Batista causou transtornos, mas nós não poderíamos deixar de fazer. Essa era uma situação que estava oferecendo risco à população. Esse trabalho está sendo feito, justamente para não ser refeito, e solucionarmos de forma definitiva, pois é assim que a gestão do prefeito David Almeida atua na cidade”, afirmou o secretário de obras Renato Junior.

Texto – Rayana Coutinho / Seminf 

Foto – Márcio Melo / Seminf

Publicidade

Facebook