Estamos nas Redes

Prefeitura

Alunos da Prefeitura de Manaus participam do encerramento do projeto ‘Copa Cultural’

Publicado

on

Exposição, dramatização e danças culturais com alunos da Prefeitura de Manaus marcaram o encerramento do projeto “Copa Cultural: resgatando as expressões folclóricas nas escolas municipais”, desenvolvido em 58 unidades de ensino do 6º ao 8º ano, da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O evento aconteceu no auditório da rede municipal de educação, na avenida Maceió, no bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul, e reuniu cerca de 170 estudantes. 

O projeto, coordenado pela Subsecretaria de Gestão Educacional (SSGE), busca levar conhecimentos aos estudantes sobre as manifestações culturais e realizar pesquisas, para que olhem a cultura amazônica, como um estrangeiro, que se encanta com a arte amazonense. 

De acordo com a chefe da Divisão de Ensino Fundamental (DEF), Josseane Silva, a Copa Cultural faz parte da Meta Estratégica de número 30 do Plano de Governo do prefeito de Manaus, David Almeida, que tem como premissa “Resgatar as Expressões Folclóricas” em 100% das unidades de ensino do fundamental anos finais, no período de 2023 a 2024.

“Esse projeto é de extrema importância, devido ao resgate da cultura nacional. Isso é desenvolvido durante todo o ano letivo e hoje realizamos a culminância com a participação de várias escolas, que também estão descobrindo vários talentos”, comentou Josseane.

Com toadas tradicionais dos bois Garantido e Caprichoso, e lendas amazônicas, os alunos realizaram várias apresentações. A primeira foi a escola municipal Ebenézer, do rio Negro, zona Ribeirinha, com o tema “Folclore Amazônico: manifestação mística de um povo da floresta e das águas” e fizeram coreografia da música “O canto da Yara”. “Não conhecia essa música, mas fiquei encantada. Para todos nós, foi muita emoção participar desse evento, nós ensaiamos bastante e ficou lindo”, disse Ariane da Silva, de 12 anos, que interpretou a sereia.

Já os alunos da escola São Judas Tadeu contaram a história do “Mapinguari na defesa da floresta”, que animou o público.

“Conversando com a nossa professora, resolvemos contar a ‘Lenda do Mapinguari’, uma vez que todos os alunos acharam interessante, e começamos a ensaiar. Fizemos várias pesquisas e foi muito legal conhecer essa lenda e hoje trouxemos para o encerramento e acho que deu certo, já que todo mundo apladiu”, falou empolgada a atriz Alinny Oliveira, de 15 anos.

Texto – Érica Marinho / Semed

Fotos – Matheus Perdiz / Semed

Publicidade

Facebook