Estamos nas Redes

Política

No Dom Pedro, Caio André se une a moradores contra medidores aéreos

Publicado

on

Parlamentar participou de mobilização pacífica realizada na manhã desta sexta-feira (03/03), contra instalação de equipamentos pela Amazonas Energia

Dois dias após cobrar maior celeridade para aprovação de Projeto de Lei que proíbe a instalação de medidores aéreos de energia na capital, o presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Caio André (PSC), manifestou apoio aos moradores do bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, que realizaram uma mobilização pacífica na manhã desta sexta-feira (03/03).

A manifestação ocorreu na rua Bartolomeu Bueno da Silva, envolvendo moradores contra a instalação do Sistema de Medição Centralizada (SMC), novo modelo implantado pela Amazonas Energia.

“A empresa precisa entender de uma vez por todas que esse serviço público concedido volta em forma de serviço para nós consumidores da população da cidade de Manaus, e nós estamos dizendo, reiteradamente, bairro por bairro, que não queremos esse tipo de ligação”, disse o vereador aos moradores da localidade.

Na última quarta-feira (1º/03), o presidente da Casa usou a tribuna do plenário para reforçar que o Projeto de Lei 375/2022 seja aprovado com celeridade pela Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Câmara Municipal.

Projeto de Lei – O PL do presidente da CMM acrescenta ao artigo 1º da Lei Municipal nº 2.208/2017, onde fica proibida a instalação de sistemas de medição de energia elétrica, externos ou centralizados, fixados nos postes de energia elétrica, ressalvadas as caixas de passagem de energia elétrica, transformadores e cabeamento de internet e TV a cabo, desde que seja observado um raio de 500 metros entre um e outro, para evitar poluição visual.

“Nós temos tramitando aqui nesta Casa o Projeto de Lei nº 375, vereador Gilmar (Nascimento), e aí eu solicito à vossa excelência que, se possível, dê a maior celeridade possível a este projeto, que fala justamente sobre a poluição visual que estes medidores aéreos e estes novos postes trazem a cidade de Manaus”, disse o presidente no discurso em plenário.

Caio André citou que, além da poluição visual causada pelos medidores, os fios que ficam expostos por conta do serviço realizado pela concessionária, causam insegurança para a população. Ainda durante o pronunciamento, o presidente da CMM mostrou um vídeo, onde moradores insatisfeitos reclamam da instalação de novos medidores em ruas do bairro Dom Pedro, na zona centro-oeste da capital.

Texto: Diretoria de Comunicação da CMM
Foto: Diego Caja – Dicom/CMM

Publicidade

Facebook