Estamos nas Redes

Política

Câmara Municipal de Manaus rende homenagens a Amazonino Mendes

Publicado

on

Sensibilizados com o falecimento de um dos maiores líderes políticos do Amazonas, os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) utilizaram a Reunião Ordinária desta segunda-feira (13/02) para render homenagens a Amazonino Mendes, que morreu neste domingo (12/02), em São Paulo. O protocolo da sessão foi alterado para que todos os vereadores pudessem se pronunciar sobre a morte do ex-governador do Estado e ex-prefeito da capital.

A reunião ocorreu na manhã de hoje no plenário Adriano Jorge da Casa Municipal, na avenida Padre Agostinho Caballero Martin, bairro Santo Antônio, zona oeste da capital. De 41 vereadores, 39 estiveram presentes para a sessão considerada de honra por parte dos vereadores.

A sessão foi aberta com Hino Nacional, seguida de um minuto de silêncio e uma salva de palmas. Imagens do ex-governador foram repassadas no telão do parlamento municipal e uma sessão de aplausos, sugerida pelo vereador Jander Lobato (PP), marcou a reverência dos parlamentares ao político. Outra mudança, a qual também foi acatada pelos presentes, foi o livre pronunciamento na tribuna para todos os vereadores.

O presidente da Casa, vereador Caio André (PSC), destacou que em virtude do decreto de luto oficial, as bandeiras do parlamento estão a meio mastro e uma moção está sendo assinada por todos os vereadores em homenagem à família de Amazonino. Ele falou sobre a grandiosidade do político para o Amazonas.

“O governador Amazonino Mendes foi um estadista, que construiu a sua carreira política voltada em prol da população da cidade de Manaus e do estado do Amazonas, alguém muito inteligente, que trouxe muitos ensinamentos, formou grandes políticos no estado e na cidade de Manaus e a vida dele por si só pública é um ensinamento a todos os políticos de Manaus e não é diferente comigo”, afirmou Caio André.

O vereador Luís Mitoso (PTB) foi o primeiro parlamentar a iniciar as homenagens na tribuna. Em seu discurso, ele apontou a história do político como referência para os parlamentares.

“Perdemos um grande líder, uma referência no estado, um líder que soube aglutinar sobre as suas asas a grande parte de políticos amazonenses. Quando falo de Amazonino, a história dele se confunde com a história de Gilberto Mestrinho, um belo professor que colocou Amazonino na vida política, soube aprender a maneira de fazer política. Amazonino nos deixa um legado, um ensinamento, um homem à frente de muitos políticos do estado”, lembrou Mitoso.

Publicidade

Facebook