Estamos nas Redes

Política

CMM ignora suspeitas de irregularidades em empresa e renova contrato de quase R$ 1 milhão

Publicado

on

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) vai gastar cerca de R$ 1 milhão na renovação de contrato com a empresa Ikhon Gestão Conhecimento e Tecnologia Ltda. A empresa, segundo o site AM POST, tem contrato suspeito com Prefeitura de Cuiabá.

De acordo com o site, tais contratos envolveria a Secretarias Municipal de Saúde, supostamente denunciada da aos Ministérios Públicos Federal e Estadual do Mato Grosso.

De acordo com o site, o extrato de renovação de contrato com Ikhon, especializada em serviços de sustentação, suporte e manutenção do sistema Câmara Digital (Próton), foi publicado no Diário Oficial da CMM, edição da última segunda-feira, 11, (ver cópia abaixo).

O valor global é de R$ 986.468,40. A duração é de um ano, ou seja, de 3 de agosto a 2 de agosto de 2024.

A CMM é antiga cliente da empresa. Em agosto de 2021, quando a Casa era comanda pelo ex-presidente David Reis, foi gasto R$ 943.280 mil, com 12 parcelas mensais de R$78.606,66 mil, para a contratação da empresa IKHON – Gestão Conhecimentos e Tecnologia Ltda, sob justificativa de fornecer serviços de manutenção e suporte ao software ‘Câmara Digital’ da Casa Legislativa. No ano passado ele foi renovado.

A “renovação” atual está sendo feita a partir de aditivo aos contratos originários e neste ano o valor do serviço está R$43.188,4 mil mais caro.

De acordo com dados do site da Receita Federal, a Ikhon Gestão Conhecimento e Tecnologia Ltda, de CNPJ 05.355.405/0001-66, tem sede em Brasília, foi fundada em 22 de outubro de 2002, e sua atividade econômica principal é Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não-customizáveis. O capital social da empresa é de R$2 milhões.

Confira o Contrato

CONTRATO-017-2021-IKHON-GESTAO-Cmm

Publicidade

Facebook