Estamos nas Redes

Polícia

Quatro policiais militares são presos por envolvimento na chacina do Ramal Água Branca

Publicado

on

Foto: Reprodução/Rede Social

Nesta sexta-feira (17), o Ministério Público Estadual (MPE) conduziu a Operação Cerco Fechado, resultando na prisão de mais quatro policiais militares do pelotão Rondas Cândido Mariano (Rocam), acusados de envolvimento na chacina do Ramal Água Branca em 21 de dezembro de 2022. Quatro pessoas foram mortas e a autoria do crime é atribuída a membros da Polícia Militar.

Entre os presos, encontra-se um tenente que estava no comando daquela área durante a noite em que ocorreu o crime, bem como outros policiais militares de menor patente cujas identidades não foram divulgadas. Mais informações sobre a operação serão apresentadas em uma coletiva de imprensa na sede do MPE.

Já foram detidos um total de 16 policiais militares por suspeita de envolvimento na chacina do Ramal Água Branca, cujas vítimas foram o casal Alexandre Melo (29 anos) e Valéria Luciana Pacheco da Silva (22 anos), bem como os irmãos Diego Maximo Gemaque (33 anos) e Lilian Daiane Maximo Gemaque (31 anos).

Publicidade

Facebook