Estamos nas Redes

Polícia

Polícia prende integrantes de grupo miliciano, apreende drogas, arma de fogo e dinheiro

Publicado

on

Grupo criminoso atua no bairro Compensa, zona oeste de Manaus

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do 8º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), deflagrou, nesta quarta-feira (06/12), a Operação Liberdade, que resultou no cumprimento de sete mandados de busca e apreensão, nas prisões de quatro integrantes de um grupo miliciano e na apreensão de drogas, arma de fogo e dinheiro em espécie, na rua Santa Luzia, bairro Compensa, zona oeste de Manaus.

A ação contou com o apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core-AM) e Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM).

Conforme o delegado Fábio Aly, titular do 8° DIP, o objetivo da operação foi devolver a liberdade da comunidade que está sob o domínio da milícia. Segundo ele, os infratores tinham um grupo onde monitorava moradores, veículos de motoristas de aplicativos ou qualquer outro que adentrasse aquela rua, e até mesmo sobre a movimentação de policiais no local.

“Os elementos realizavam as abordagens utilizando arma de fogo, para verificar se as pessoas não eram integrantes de grupos criminosos rivais, pois eles eram responsáveis pelo tráfico de drogas naquela área. As investigações iniciaram há cerca de cinco meses”, relatou o delegado.

Carlos Kennedy Ferreira Dantas de Oliveira foi preso ainda na terça-feira (05/12), no bairro Ponta Negra, zona oeste, ele é apontado como líder do grupo criminoso. Ele já respondia na Justiça por homicídio e estava em liberdade provisória, contudo, teve a prisão preventiva decretada pelo descumprimento de medidas cautelares.

Já nesta quarta-feira, foram presos Adriano de Almeida Castro, 25, conhecido como “MC Jogador”; Paulo Roberto Matos Medeiros, 33; e Wellington Correia de Carvalho, o “Doidera”. Todos já possuem passagem pela polícia por outros crimes.

Publicidade

“Esses três também foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e munição, pois durante as prisões encontramos em posse deles grande quantidade de drogas, como maconha, oxi e cocaína, além de uma arma de fogo, diversas munições calibre 38 e R$ 6,2 mil em espécie”, informou Fábio Aly.

Além disso, todos responderão por formação de milícia, e ficarão à disposição do Poder Judiciário.

Procurados

Outros sete integrantes do grupo miliciano seguem sendo procurados, são eles: Felipe de Jesus Cardoso, chamado de “Makolt” ou “MK”; Felipe de Souza Rodrigues, conhecido como “Salsa”; Franklin da Silva Conceição, o “Magnata”; Leonardo Bulcão Dutra, chamado de “Jheury”; Marbricion Teixeira Romano dos Santos, conhecido como “Nego drama”; Maycon Silva da Costa Rosa, o “Alemão”; e Samuel Carvalho da Silva, chamado de “Canela”.

A PC-AM solicita que quem tiver informações sobre os paradeiros deles, deve entrar em contato pelos números (92) 3667-7608, disque-denúncia do 8° DIP, ou pelo 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM). A identidade do informante será preservada.

Fotos: Erlon Rodrigues/PC-AM

Publicidade
Publicidade

Facebook