Estamos nas Redes

Polícia

Polícia Civil prende suspeita e procura outros envolvidos em assassinato de motorista queimado vivo

Publicado

on

Vítima foi queimada viva e morreu após um mês internada; outros três homens estão sendo procurados por envolvimento no crime

Ingrid Sales da Silva, 34, foi presa sob suspeita de envolvimento na morte de Mizael da Silva Lima, 49, sequestrado e queimado vivo em um veículo no dia 27 de março, no ramal do Brasileirinho, bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus. Outros três homens, incluindo o cunhado da vítima, estão sendo procurados pelo crime.

De acordo com a delegada Deborah Barreiros, adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Mizael, motorista de aplicativo, ficou quase um mês hospitalizado, mas faleceu no dia 25 de abril devido aos ferimentos.

Ainda no hospital, Mizael detalhou o ocorrido: sua esposa abriu a porta de casa para três homens, incluindo seu cunhado, Leonardo Sales da Silva, 35 anos. Os agressores amarraram Mizael e o levaram para o ramal do Brasileirinho, onde atearam fogo no veículo com ele dentro. Mizael conseguiu sair do carro em chamas e pedir ajuda aos moradores da área.

A Polícia Civil trabalha para identificar a motivação do crime. Ingrid foi presa na sede da DEHS na quinta-feira (06) em cumprimento a um mandado de prisão temporária.

Mais informações serão divulgadas durante a coletiva de imprensa nesta segunda-feira (10) na Delegacia Geral (DG), localizada na avenida Pedro Teixeira, 180, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste.

Foto: Divulgação

Publicidade

Facebook