Estamos nas Redes

Polícia

PC-AM e PC-PA prendem homem envolvido no homicídio de cacique ocorrido no bairro Tarumã

Publicado

on

Indivíduo foi preso no município de Ananindeua (PA)

Anderton Cardoso/PC-AM

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), em conjunto com o Núcleo de Inteligência Policial, da Polícia Civil do Pará (PC-PA), prendeu, na tarde de terça-feira (21/02), Marcos das Graças Sales, 29, apontado como um dos autores do homicídio do cacique Jair Cordovil Trindade, 46, conhecido como “Jair Miranha”, ocorrido em Manaus.

A vítima foi atingida por disparos de arma de fogo no dia 6 de outubro de 2022, por volta das 13h, quando chegava em sua residência na comunidade Nações Unidas, bairro Tarumã, zona oeste, e foi a óbito dois dias depois no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio Pereira Machado, bairro Coroado, zona leste.

Durante coletiva de imprensa, realizada na sede da DEHS, o delegado Ricardo Cunha, titular da unidade policial especializada, destacou que as investigações em torno do assassinato do líder indígena iniciaram logo após as equipes tomarem conhecimento da ação criminosa, e foi possível identificar os autores.

“Verificamos que no dia do crime, a dupla chegou em uma motocicleta e efetuou os disparos no cacique. Durante conversas com a vizinhança e análise de imagens de câmeras de segurança conseguimos identificá-los, entretanto, Marcos já havia fugido para o estado do Piauí, sendo localizado posteriormente em Ananindeua (PA), já o outro indivíduo está sendo procurado”, detalhou Cunha.

Segundo a autoridade policial, a motivação do crime não está plenamente esclarecida, tendo em vista que a vítima era um líder indígena na localidade, e já possuía passagem pela polícia, mas as investigações seguem a fim de elucidar a ação criminosa.

Prisão

O indivíduo foi preso no município de Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém (RMB), enquanto chegava de viagem em um transporte coletivo interestadual. A prisão, ainda, contou com a colaboração de policiais civis dos estados do Piauí, Maranhão e Ceará.

“O mandado de prisão preventiva em nome dele foi decretado no dia 18 de janeiro deste ano, pela Central de Inquéritos Policiais; inclusive, o infrator já responde a um processo por homicídio qualificado no estado de São Paulo”, relatou o delegado.

Marcos foi levado à sede da Divisão de Homicídios em Belém e ficará aguardando decisão judicial para ser recambiado ao Amazonas.

Publicidade

Facebook