Estamos nas Redes

Polícia

Jovem desaparecido é encontrado morto com sinais de tortura, família acusa a polícia

Publicado

on

O corpo de Andryw Kalleb Imai Lobato, de 18 anos, desaparecido desde a última quinta-feira (16), foi descoberto na tarde desta segunda-feira (20) em uma área de mata próxima ao Complexo Poliesportivo do Núcleo 9, no bairro Cidade Nova 2, Zona Norte de Manaus, exibindo sinais de tortura. A família da vítima responsabiliza a polícia pela morte do jovem.

Embora a reportagem tenha solicitado declarações da Polícia Militar sobre a abordagem e da Polícia Civil sobre as investigações, até o momento, não houve resposta. Conforme relatado por uma prima da vítima, que preferiu não se identificar, Kalleb estava jogando bola com amigos na quadra esportiva próxima ao local onde foi encontrado quando a polícia chegou, disparando tiros. Assustado, o jovem teria fugido para a área de mata.

“Aqui é uma área problemática, mas não se resume apenas ao tráfico; há pessoas fazendo a coisa certa. Portanto, não precisa chegar atirando para assustar. Aborde e faça seu trabalho corretamente antes de sair. Não foi isso que aconteceu: atiraram no rapaz, o levaram para interrogatório, torturaram-no e só o entregaram porque protestamos”, disse a prima da vítima.

Desde o desaparecimento do jovem na quinta-feira, a família acusa a polícia de envolvimento no caso. Na tarde de hoje, durante a chegada das viaturas policiais e da perícia, a família protestou novamente, queimando pneus e exigindo justiça. Alguns manifestantes ficaram indignados e tentaram confrontar a polícia, que respondeu usando gás de pimenta.

Doriandson Lobato, pai da vítima, relatou que, ao avistar a viatura no local no dia do incidente, já suspeitava do que poderia acontecer. Ele afirmou que seu filho, ao ouvir os tiros, correu assustado, e alguns moradores informaram que os policiais adentraram a área de mata, suspeitando que houvesse denúncia de porte de drogas.

“Meu filho estava aqui esperando seu time. Assustado, ele correu junto com todos ao ouvir os tiros. Então, eles desceram até lá… Ele foi torturado, encontrado com um saco na cabeça, como se fosse um animal, totalmente coberto de folhas”, relatou o pai de Kalleb.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC-AM) estiveram no local para remover e identificar o corpo, que foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Foto: Reprodução

Publicidade

Facebook