Estamos nas Redes

Polícia

Família faz denúncia crime de maus-tratos contra criança autista, em Manaus

Publicado

on

A família de um menino, de 8 anos, diagnosticado com autismo, denunciou a terapeuta ocupacional e fisioterapeuta Samia Patricia Riatto Watanabe ao 22º Distrito Integrado de Polícia, pelo crime de maus-tratos. Os pais do garoto descobriram as agressões ao assistirem aos vídeos gravados por uma câmera de circuito interno instalada em uma clínica particular, em Manaus, onde a terapeuta realizava os atendimentos. Nas imagens, é possível ver a mulher puxando o braço da criança, batendo na cabeça e empurrando o menino.

De acordo com os documentos, a Polícia Civil (PC) investigou o caso por meio do termo circunstanciado nº 00000639/2021 por suposto crime de maus-tratos. O caso já tramita na 15ª Vara do Juizado Especial Criminal, sendo a última movimentação oficial um despacho da juíza Sanã Nogueira Almendros de Oliveira determinando a notificação do titular da ação (MPAM) para providências.

Em nota, o MPAM informou que “a Coordenação da área Criminal informou que os autos ainda não foram cadastrados no sistema SAJ-MP, ainda estão no SAJ- PG5, o que significa que ainda não foram encaminhados ao Ministério Público. Em movimentação do dia 28/09, os autos estão conclusos para despacho do juiz da 15ª Vara do Juizado Especial Criminal”.

Nos vídeos e documentos da polícia mostram e é observado que a Samia falava aparentemente de forma ríspida com a criança e em tom de ameaça, além de puxar o braço em diversos momentos.

Um trecho mostra a terapeuta batendo com a mão direita na cabeça da criança, para que o mesmo levante-a. Em seguida, aparentemente, a criança chora e enxuga os seus olhos.

Há também, em outros trechos, imagens que mostram a criança sem acompanhamento algum durante as sessões. No dia 29 de junho, uma das câmeras mostra Samia recepcionando a criança na entrada da sala empurrando-o no peito, de forma ríspida, com o dedo.

Publicidade

Facebook