Estamos nas Redes

Polícia

Em Presidente Figueiredo, PC-AM realiza operação para coibir furtos de aparelhos celulares

Publicado

on

Duas pessoas foram indiciadas por furto e 30 celulares furtados foram apreendidos

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 37ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Presidente Figueiredo (distante 117 quilômetros da capital), realizou, na terça-feira (16/11), operação policial com o intuito de coibir os crimes de furtos de celulares no município. Na ocasião, dois indivíduos foram indiciados e 30 celulares apreendidos em estabelecimentos comerciais que realizavam a revenda dos produtos.

Conforme o delegado Valdinei Silva, titular da unidade policial, Gelhiarde Gomes Cordeiro, 26, responderá pelo crime de furto qualificado. Já Rodrigo Rufino, 37, foi preso em flagrante por violência doméstica e furto. A ação ocorreu nos bairros Aida Mendonça e Centro.

No decorrer da ação, 30 aparelhos celulares furtados que estavam sendo revendidos foram apreendidos em três estabelecimentos que realizavam a manutenção dos produtos. Seis celulares recuperados já foram entregues aos donos.

“Nas lojas, os proprietários não registravam notas fiscais de entradas e saídas das mercadorias, nem o nome das pessoas que solicitavam a manutenção, bem como das pessoas que vendiam o aparelho para eles, concluindo assim, o crime de furto. Um produto que é revendido sem os procedimentos corretos pode vir a ser direcionado para a venda clandestina dos aparelhos”, relatou o delegado.

De acordo com a autoridade policial, durante as diligências, as equipes identificaram Rodrigo como um dos autores de um furto que aconteceu no último fim de semana, naquela localidade. Foi detectado que ele teria praticado uma violência doméstica e vários furtos de celulares, ocasião em que foi autuado pelos crimes.

“Gelhiarde Gomes Cordeiro que havia furtado caixas de som e outros materiais de uma casa também foi localizado e indiciado pelo delito”, disse Valdinei.

Procedimentos – Gelhiarde e Rodrigo serão indiciados por furto qualificado. Rodrigo também responderá por violência doméstica. Os dois permanecerão custodiados na carceragem da 37ª DIP, à disposição do Poder Judiciário.

FOTOS: Divulgação/PC-AM

Publicidade

Facebook