Estamos nas Redes

Polícia

Casal é preso por esquema de loteria falsa em Coari

Publicado

on

Na quarta-feira (27), a Polícia da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari, localizada a 363 quilômetros de Manaus, desencadeou a Operação Bilhete Premiado. Durante a operação, foi cumprido um mandado de prisão e outro de busca e apreensão em nome de Francinei Lira da Silva, de 51 anos, e Eliene Moraes da Silva, de 31 anos, identificados como os responsáveis por uma loteria clandestina na região.

O delegado José Barradas, da DIP de Coari, informou que ambos estavam sob investigação por diversos crimes, incluindo lavagem de dinheiro, estelionato, associação criminosa e exploração de jogo de azar. As vítimas eram numerosas e compravam cartelas para concorrer a prêmios em sorteios. Durante a operação, a loteria operada pelo casal, conhecida como “Amanhecer da Sorte”, foi fechada pelas autoridades.

“Iniciamos as investigações após recebermos denúncias de vítimas que adquiriram cartelas por R$ 2, participando de sorteios de prêmios que variavam de R$ 5 mil a R$ 6 mil. Os vencedores eram frequentemente parentes e amigos, que tiravam fotos com os prêmios. Não havia autorização ou fiscalização por parte das autoridades competentes”, explicou o delegado.

Durante as investigações, descobriu-se que a loteria falsa fraudava os ganhadores, não pagando os prêmios em dinheiro. O esquema envolvia várias pessoas, incluindo o casal preso, proprietário do estabelecimento, os ganhadores selecionados e os vendedores de cartelas. Além das prisões dos responsáveis pelo esquema, foram apreendidas cartelas de bingo, equipamentos utilizados nos sorteios e celulares dos envolvidos.

Os acusados responderão pelos crimes de jogo de azar, estelionato, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Após os procedimentos legais, os infratores serão levados para audiência de custódia e ficarão à disposição da Justiça.

Foto: Divulgação

Publicidade

Facebook