Estamos nas Redes

Polícia

Acusado de matar companheira é capturado em Manaus

Publicado

on

Na última quarta-feira (24), policiais da Delegacia Especializada em Homicídio e Sequestro (DEHS) cumpriram um mandado de prisão preventiva contra José Carlos da Silva Fabrício, de 24 anos, pelo feminicídio de Railane Cardoso Carvalho, sua companheira de 22 anos. O crime ocorreu na segunda-feira (22) no bairro Puraquequara, zona leste de Manaus.

Durante uma coletiva de imprensa, a delegada Marília Campello, coordenadora do Núcleo de Combate ao Feminicídio (NCF) da DEHS, informou que a imagem de José Carlos foi amplamente divulgada no mesmo dia do ocorrido. Os policiais civis da unidade especializada intensificaram seus esforços e conseguiram localizar o paradeiro de José Carlos em uma residência no bairro São José, também na zona leste.

A delegada explicou que, durante o interrogatório, José Carlos alegou que, por volta do meio-dia da segunda-feira, foi à casa onde morava com Railane e a filha de 1 ano e 3 meses para recolher seus pertences, pois desejava se separar. Segundo ele, a vítima iniciou uma discussão e o confrontou com uma tesoura, impedindo sua saída.

A versão apresentada por José Carlos indicou uma luta corporal entre os dois, resultando no disparo que vitimou fatalmente Railane. No entanto, testemunhas presentes no local contradisseram a narrativa, afirmando que foi o acusado quem efetuou o disparo na presença da filha do casal.

A delegada Campello revelou que o relacionamento entre o casal era marcado por conflitos, tanto verbais quanto físicos, e que em novembro de 2023 eles já haviam sido conduzidos à delegacia após uma agressão. Na ocasião, Railane optou por não solicitar medidas protetivas.

A versão de José Carlos sobre a arma do crime, alegando que era de propriedade de Railane, foi desmentida pela delegada. Ela destacou a existência de um vídeo recente em que o acusado exibia uma arma na cintura, supostamente pertencente à vítima.

Apesar dos esforços, a arma utilizada no crime não foi localizada pela equipe policial após a prisão de José Carlos. A delegada reforçou a importância de conscientizar as pessoas sobre relacionamentos abusivos, destacando que comportamentos agressivos não são normais e podem resultar em tragédias como essa.

José Carlos da Silva Fabrício enfrentará acusações de feminicídio e ficará à disposição do Poder Judiciário.

Foto: Reprodução

Publicidade

Facebook