Estamos nas Redes

Internacional

Ucrânia reduz idade de alistamento militar em resposta à escassez de pessoal

Publicado

on

Na terça-feira (2), o presidente ucraniano Volodimir Zelensky sancionou um projeto de lei para reduzir a idade de alistamento militar de 27 para 25 anos, em resposta à escassez de pessoal enfrentada pelas Forças Armadas diante da invasão russa. Este projeto, aprovado pelos deputados há um ano e aguardando a assinatura presidencial, entra em vigor a partir de quarta-feira (3), conforme anunciado pela Rada, o Parlamento ucraniano, em seu site.

O governo tem um prazo de seis meses para implementar os regulamentos necessários de acordo com a nova idade de recrutamento. O debate sobre o alistamento tem sido acalorado, especialmente após perdas significativas do Exército ucraniano, cujos detalhes são mantidos em segredo. Diferentemente do início do conflito, atualmente há dificuldades em encontrar voluntários para se juntar ao front de batalha.

Em fevereiro, o Parlamento aprovou uma série de medidas destinadas a facilitar a mobilização, mas um projeto inicial preparado pelo governo foi revisto antes de ser votado novamente. O atual sistema de recrutamento é criticado por ser injusto, ineficaz e por vezes corrupto. Além disso, há apelos para a desmobilização daqueles que já serviram por um longo período no front.

Foto: Sergei SUPINSKY / AFP

Publicidade

Facebook