Estamos nas Redes

Internacional

Oriente Médio fica em alerta para possível ataque iraniano

Publicado

on

O Oriente Médio está em estado de alerta após um suposto ataque aéreo israelense à embaixada do Irã na Síria no dia 1º de abril.

A tensão aumentou na região, com os Estados Unidos e aliados aguardando uma possível retaliação iraniana.

Em resposta ao ataque, que resultou na morte de sete membros da Guarda Revolucionária Iraniana, incluindo um comandante sênior, o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, prometeu punição a Israel.

A companhia aérea Lufthansa suspendeu seus voos para Teerã até 13 de abril, estendendo a suspensão inicial por mais dois dias. A medida reflete a preocupação com a segurança dos passageiros e tripulantes diante do cenário volátil.

A Austrian Airlines, subsidiária da Lufthansa, também ajustou seus horários para evitar pernoites em Teerã.

O espaço aéreo iraniano, uma rota importante para várias companhias aéreas internacionais, incluindo a Emirates e a Qatar Airways, permanece sob escrutínio.

As autoridades estão monitorando de perto a situação, e outras companhias aéreas que operam voos para Teerã ainda não responderam à crescente tensão.

Israel, que não confirmou sua participação no ataque a Damasco, enfrentou uma guerra contra o Hamas na Faixa de Gaza há seis meses. O Pentágono, no entanto, atribuiu a Israel a responsabilidade pelo bombardeio.

O ministro das Relações Exteriores de Israel, Israel Katz, advertiu que o país responderia se o Irã o atacasse a partir de seu próprio solo.

Este desenvolvimento ocorre em um momento delicado para a região, com o mundo observando atentamente para ver como o impasse entre Irã e Israel se desenrolará.

As consequências de uma escalada podem ser significativas, afetando não apenas a segurança regional, mas também a aviação civil e as relações internacionais.

Fonte: Agência Brasil

Publicidade

Facebook