Estamos nas Redes

GOVERNO FEDERAL

Brasil e Israel se unem em prol da educação especial

Publicado

on

Ministério da Educação conhece o trabalho desenvolvido na Universidade de Tel Aviv

De olho em iniciativas que estão sendo desenvolvidas mundo afora com foco na educação especial, o Ministério da Educação (MEC) cumpre, nesta semana, uma série de compromissos técnicos e oficiais em Israel, com a finalidade de trocar experiências a respeito de programas, ações, políticas públicas e projetos na área, com especial atenção à formação de docentes, uma das prioridades da educação brasileira. 

 A comitiva brasileira liderada pela secretária de Modalidades Especializadas de Educação, Karine Silva dos Santos, iniciou a missão na Universidade de Tel Aviv, que contabiliza hoje 150 estudantes brasileiros. O embaixador do Brasil em Israel, Gerson Menandro Garcia de Freitas, também esteve presente na ocasião e foi recebido por professores da Instituição para uma visita técnica com os representantes do MEC e reforçou as colaborações já existentes entre os dois países.

 A primeira reunião ocorreu na Faculdade de Humanidades, onde se encontra o departamento responsável pela educação especial. As duas principais atividades do setor são orientar a comunidade escolar e formar docentes que atuam com estudantes da educação especial.

 Já outras temáticas abordadas na oportunidade destacaram projetos de valorização da figura do professor pesquisador, o trabalho desenvolvido com estudantes que possuem deficiência e dificuldades de aprendizagem, em que é priorizado o diagnóstico para que seja realizada a adequação de ensino e tratamento o quanto antes.

 Temas relacionados às dificuldades de aprendizagem são outra prioridade do MEC, ganharam ênfase no que se refere ao controle da atenção e regulação da emoção e como as crianças lidam com sentimentos. Nesse sentido, foi apresentado um estudo realizado em parceria com universidades brasileiras, cujos protocolos e resultados foram aplicados na área do autismo.

 A secretária Karine Santos compartilhou a experiência do Brasil com os profissionais israelenses, apresentando a educação especial com foco na legislação nacional e tratados internacionais que fundamentam os princípios de equidade e inclusão. Os professores israelenses também conheceram as ações e os programas desenvolvidos pela Pasta.

Assessoria de comunicação do MEC com informações da Assessoria Internacional

Publicidade

Facebook