Estamos nas Redes

Esportes

Vini Jr. curte recepção calorosa no Marrocos após ataques na Espanha

Publicado

on

Brasileiro conduziu vitória na estreia do Real no Mundial de Clubes

Depois de semanas sendo derrubado por adversários e sofrendo ataques racistas de torcedores rivais na Espanha, o atacante Vinícius Jr teve uma recepção calorosa no Marrocos ao conduzir o Real Madrid na vitória por 4 a 1 sobre o clube egípcio Al Ahly na quarta-feira (8), classificando a equipe para a final do Mundial de Clubes.

Vinícius foi a atração principal para a torcida marroquina, que criou um clima barulhento no lotado estádio Príncipe Moulay Abdallah, em Rabat.

O Real poderia até pensar que estava jogando em casa, dado o apoio estridente da grande maioria da torcida, que subiu o volume e exibiu uma faixa gigante em apoio aos gigantes espanhóis.

Vinícius era quem gerava mais perigo toda vez que tocava na bola, e o estádio explodiu quando ele abriu o placar para o Real Madrid antes do intervalo.

O brasileiro também sofreu um pênalti, fez 13 tentativas de drible, foi eleito o melhor em campo e sofreu apenas duas faltas.

Tudo parecia um contraste com as partidas do Real Madrid fora do estádio Santiago Bernabéu, na Espanha, quando Vinícius é frequentemente alvo de jogadores adversários em campo e sujeito a hostilidade e abuso racista de alguns torcedores fora dele.

Tendo sofrido 79 faltas até agora nesta temporada do Campeonato Espanhol, Vinícius é o jogador que mais sofreu faltas nas sete principais ligas da Europa por uma grande margem, seguido por seu compatriota Neymar no Paris Saint Germain com 59.

Sobre os ataques, a polícia espanhola está investigando um possível crime de ódio depois que um manequim vestindo a camisa 20 de Vinícius foi pendurado em uma ponte em frente ao campo de treinamento do clube antes do clássico de Madri há duas semanas, enquanto em setembro um comentarista de um programa de futebol espanhol comparou sua comemorações de gol a um macaco.

Uma longa caminhada de volta ao banco poderia ter sido uma experiência problemática para ele em muitos estádios da Espanha, mas ele se divertiu na quarta-feira, abrindo um grande sorriso e acenando de volta para os torcedores.

“Vinícius gosta de jogar futebol, não importa onde ele joga, ele gosta e quer jogar da melhor maneira possível”, disse o técnico Carlo Ancelotti em entrevista coletiva na quarta-feira, quando perguntado se Vinícius se sentia mais confortável jogando fora da Espanha.

Fonte: Agência Brasil

Publicidade

Facebook