Estamos nas Redes

Esportes

Lucas Moura retorna, mas Tricolor fica no 0 a 0 no Morumbi pela Libertadores

Publicado

on

São Paulo empatou em 0 a 0 com o Barcelona de Guayaquil, do Equador, no Morumbi, pela penúltima rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Com o resultado, o Tricolor segue na segunda colocação do Grupo B, com dez pontos, três a menos que o Talleres, mas ainda depende apenas de si para alcançar as oitavas de final como líder da chave, já que enfrentará os argentinos em confronto direto na última rodada, dia 29 de maio, em casa.

A partida marcou o retorno de Lucas Moura aos gramados. O camisa 7, recuperado de uma lesão na região posterior da perna esquerda, entrou em campo no segundo tempo por decisão de Luis Zubeldía, mas não conseguiu garantir a vitória para o São Paulo.

Com o adiamento das duas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro, o São Paulo volta a jogar na quinta-feira, dia 23 de maio, contra o Águia de Marabá, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi, pela volta da terceira fase da Copa do Brasil. O último compromisso na Libertadores será no dia 29, contra o Talleres, também em casa.

São Paulo tem dificuldades para criar

O São Paulo não fez um grande primeiro tempo. O time comandado por Luis Zubeldía teve muitas dificuldades para criar boas oportunidades de gol, não encontrando espaços na defesa do Barcelona de Guayaquil. Mas, o início do jogo não dava indícios de que o roteiro seria assim, já que logo aos nove minutos o Tricolor quase abriu o placar com André Silva, que recebeu cruzamento na medida de Michel Araújo, após linda jogada individual do uruguaio, e cabeceou para o chão, vendo a bola quicar e sair pela linha de fundo, rente à trave.

O São Paulo voltou a assustar aos 20 minutos, mas não graças a uma jogada trabalhada de pé em pé. Galoppo ficou com a sobra dentro da área após a disputa aérea e bateu meio torto, do jeito que deu, mandando à direita do gol defendido por Burrai.

Antes do apito final, o Tricolor ainda teve outra chance de, enfim, abrir o placar com André Silva, que recebeu ótimo passe de Ferreirinha e bateu forte, balançando as redes pelo lado de fora e enganando parte da torcida, que chegou a acreditar que havia sido gol.

Segundo tempo sonolento

O São Paulo voltou para o segundo tempo determinado a marcar o tão esperado gol, que quase aconteceu aos nove minutos, quando Welington recebeu de Ferreirinha pela esquerda, chegou na linha de fundo e cruzou na medida para Galoppo, que cabeceou firme, mas no meio do gol, facilitando a vida do goleiro Burrai.

O Barcelona de Guayaquil respondeu em cobrança de falta perigosa, batida pela esquerda, direto para o gol, obrigando Rafael a mandar para escanteio.

Lucas Moura é acionado

Com a morosidade do São Paulo, o técnico Luis Zubeldía decidiu acionar Lucas Moura aos 16 minutos. Mas, foi o Barcelona de Guayaquil que seguiu ameaçando. Corozo tirou Igor Vinícius para dançar e cruzou no segundo pau, sem desvios, obrigando Rafael a fazer grande defesa.

São Paulo tem gol anulado

Aos 21 minutos, o Tricolor, enfim, abriu o placar. Ferreirinha cruzou no segundo pau, e Luciano cabeceou para o fundo das redes, mas o camisa 10 do São Paulo estava em posição irregular, e o árbitro marcou impedimento corretamente.

Erick e Juan ficam no “quase”

Já nos minutos finais da partida, Erick ainda criou uma grande oportunidade em jogada individual pela direita, levando para o meio e batendo buscando o ângulo, mas tirou demais do goleiro, mandando para fora. Depois, foi a vez de Juan ficar com a sobra após bate-rebate, chutar firme e parar em Burrai. Assim, coube ao São Paulo se conformar com o empate sem gols diante de mais de 50 mil torcedores no Morumbis.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 0 BARCELONA DE GUAYAQUIL – EQU

Local: Morumbis, em São Paulo
Data: 16 de maio de 2024, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Kevin Ortega (PER)
Assistentes: Stephen Atoche (PER) e Jesus Sanchez (PER)
VAR: Heider Castro (COL)

Público: 50.516 torcedores
Renda: R$ 3.966.890,00

Cartões amarelos: Igor Vinícius (São Paulo); Sosa, Solano, Trindade (Barcelona-EQU)

SÃO PAULO: Rafael; Igor Vinícius (Moreira), Arboleda, Alan Franco e Welington; Alisson, Galoppo (Juan) e Michel Araújo (Luiz Gustavo); Ferreirinha (Erick), Luciano e André Silva (Lucas).
Técnico: Luis Zubeldía.

BARCELONA DE GUAYAQUIL: Burrai; Rangel, Ramírez, Sosa e Chalá; Arroyo (Souza), Trindade e Gaibor (Díaz); Rojas (Corozo), Preciado (Solano) e Fydriszewski (Obando).
Técnico: Ariel Holan.

Foto: Miguel Schincariol / AFP

Publicidade

Facebook