Estamos nas Redes

Esportes

Daniel Alves continua detido pela justiça espanhola

Publicado

on

Foto: Divulgação / Pumas

Daniel Alves seguirá preso até o fim das investigações do caso de agressão sexual pelo qual é acusado. A decisão da Audiência Provincial de Barcelona foi publicada nesta terça-feira (21), após julgar o recurso da defesa – e as oposições a ele.

No fim, pesou a alegação que o risco de fuga de Daniel Alves do território espanhol persiste, apesar das medidas cautelares que a defesa prometia adotar no recurso.

Além disso, pesaram na decisão os muitos indícios de que o brasileiro cometeu o crime pelo qual é acusado, como vídeos da discoteca Sutton e testes de DNA.

Na resolução publicada nesta terça-feira, os três integrantes da Sala 3 da Audiência Provincial de Barcelona afirmam que a prisão provisória é uma medida excepcional, que só pode ser aplicada em casos especiais.

O documento de 13 páginas a que o UOL teve acesso, a Sala considera que há “diversos indícios da criminalidade do senhor Daniel Alves, e eles não partem apenas das declarações da denunciante”.

Daniel Alves está preso desde 20 de janeiro deste ano. O jogador, atualmente na penitenciária de Brians 2, responde a um processo por agressão sexual, após ser denunciado por uma mulher de 23 anos.

O recurso apresentado pela defesa de Daniel Alves também colocava em dúvida a versão da denunciante. Entretanto, em ambas as contestações – do MP e da acusação particular – foram citados “claros indícios de crime”. As duas partes tiveram acesso aos resultados de exames de DNA realizados na denunciante, na noite de 30 de dezembro, no Hospital Clinic, de Barcelona.

Publicidade

Facebook