Estamos nas Redes

Esportes

Ceará vence Amazonas por 2 a 1 em confronto decisivo pela Série B

Publicado

on

Duelo terminou 2 a 1 para os cearenses. Apesar da derrota, a Onça fecha a rodada fora da zona de rebaixamento

O Amazonas enfrentou o Ceará no estádio Castelão, em Fortaleza, pela 5ª rodada da Série B, e saiu derrotado por 2 a 1, amargando sua terceira derrota na competição. O revés interrompeu a sequência positiva da equipe, que vinha de uma vitória sobre o Santos na rodada anterior.

Os gols da partida foram marcados por Ramon Menezes e Erick Pulga, garantindo a vitória para o Ceará. Diego Torres descontou para o Amazonas, mantendo a equipe fora da zona de rebaixamento devido ao critério de desempate. Com o resultado, o Ceará subiu para a sexta posição na tabela, somando oito pontos. Enquanto isso, o Amazonas ficou na 15ª posição, com cinco pontos, empatado com os times dentro da zona de rebaixamento.

Agora, o Amazonas busca se recuperar para o próximo desafio em casa, contra o Paysandu, na Arena da Amazônia, no sábado às 16h30 (horário de Manaus), em uma partida crucial para sua permanência na Série B. O Ceará, por sua vez, enfrentará o Ferroviário, em Ponta Grossa, Paraná, no estádio Germano Krüger.

O jogo

O Amazonas sequer teve tempo de mostrar a que veio. No primeiro minuto da partida, o Ceará descolou um escanteio. Guilherme Castillo levantou na pequena área e Ramon Menezes subiu mais que a defesa para abrir o placar no Castelão. O gol deixou o Amazonas atordoado, embora o time tenha conseguido reter a posse de bola, quando não estava com ela no pé, via o Ceará chegar com facilidade na área para tentar o gol.

O Amazonas não conseguiu responder com perigo ao primeiro gol do Ceará e pouco a pouco foi tentando equilibrar o jogo. Mas logo, viu as suas progressões em campo serem em vão. Aos 16, o ‘Vozão’ chegou ao segundo gol e segurou o ímpeto aurinegro. De Lucca escapou pelo lado direito de ataque, isolado e se livrou da bola e jogou para a área, Erick Pulga se antecipou à marcação e conseguiu vencer a dividida com Patric e o goleiro Marcão. A bola morreu mansamente no fundo da rede. 

O Amazonas tentou mais uma vez sair para o jogo, desta vez, com ‘uma montanha maior para escalar’. Aos 21 minutos, a primeira chance clara de gol para o Amazonas. Matheus Serafim vence o adversário com bastante facilidade, ele limpou o lance e bateu para o gol, no rebote, ela sobrou limpa para Jô, mas o experiente atacante não pegou bem na bola e desperdiçou uma grande chance. 

O Ceará tinha o controle do jogo, mas não sem posse de bola. O Amazonas cadenciava mais o jogo, mas não conseguia progredir ofensivamente. O Amazonas ainda chegou mais uma vez com perigo ao gol do Ceará. Aos 38 minutos, Matheus Serafim recebeu grande lançamento de Rafael Tavares, ele avançou sobre o defensor, tabelou com Jô, mas deixou a bola escapar no momento do arremate. 

Segundo tempo

Precisando buscar o resultado, o Amazonas começou o segundo tempo mais ligado. Logo no primeiro lance, Matheus Serafim descolou ótimo passe para Jô, o atacante dominou e até balançou a rede, mas pelo lado de fora. 

O Ceará respondeu quase que imediatamente. Aos 4 minutos, Pulga balançou o lateral Patric, e finalizou colocado, com força, mas parou na grande defesa do goleiro Marcão. Posteriormente, o lance foi anulado por um impedimento na origem da jogada.

O jogo teve uma queda brusca de rendimento de ambos os times. O jogo só voltou a pegar fogo aos 17 minutos. Bruno Lopes recebe grande passe em profundidade, ele dominou e esperou a tomada de decisão do goleiro, quando a jogada parecia definida, ele encontrou Diego Torres, vindo de trás, o argentino finalizou de primeira e recolocou o Amazonas no jogo. O bandeirinha levantou a bandeira impugnando o lance, mas o VAR interferiu na decisão e validou o gol.

O gol animou o Amazonas, que aumentou a produtividade ofensiva. Aos 20 minutos, Igor Bolt escapou pelo lado esquerdo de ataque, ele cruzou rasteiro no centro da área, mas Bruno Lopes não teve o tempo adequado da bola e furou de frente para o gol.

Os times voltaram a ter uma queda vertiginosa de rendimento. Somente aos 39 minutos do segundo tempo, o Ceará criou um lance de perigo. Saulo Mineiro, finalizou com perigo e parou no goleiro Marcão, que agigantou sobre o atacante. 

No fim da partida, uma discussão que começou na linha lateral terminou com um princípio de cenas lamentáveis. Mesmo com um final acalorado, o Amazonas não conseguiu reverter o placar.

Foto: Baggio Rodrigues / Sued Photo Press

Publicidade

Facebook