Estamos nas Redes

Esportes

CBF repudia ato racista, e Tite pede punições: “No futebol não vale tudo”

Publicado

on

Enquanto Richarlison comemorava o segundo gol brasileiro, uma banana foi atirada em campo

Jogadores, dirigentes e membros da comissão técnica da seleção brasileira repudiaram o ato racista ocorrido no primeiro tempo da goleada por 5 a 1 sobre a Tunísia, nesta terça-feira, no estádio Parque dos Príncipes, em Paris, na França. Enquanto Richarlison comemorava o segundo gol brasileiro, uma banana foi atirada em campo. Funcionários da CBF tentaram localizar o responsável pelo ato, mas não conseguiram encontrá-lo.

Em entrevista coletiva após o jogo, o técnico Tite cobrou punições aos envolvidos: “No futebol não vale tudo. Lugar de estádio não é para fazer o que se quer. O processo de educação e punição tem que ser, também, dentro do estádio, também com torcida. Ninguém tem exposição pública a estar tomando qualquer que seja a situação. Que os órgãos responsáveis tomem a devida providência. É educação daquilo que são os jovens, nossos filhos, nossos netos, e é de punição a quem faz as coisas erradas”, declarou ele.

Foto: Reprodução

Publicidade

Facebook