Estamos nas Redes

Cidades

Em Manaus, Centros Judiciários de Soluções de Conflitos promovem mais de 500 audiências na Semana Nacional da Conciliação

Publicado

on

Cejusc (Cível e Família) reforçaram o trabalho executado pelas Varas Cíveis e de Família no esforço concentrado da Semana da Conciliação, mobilizada pelo CNJ e promovido pelo Tribunal de Justiça do Amazonas.

Um total de 540 audiências foram pautadas pelos dois Centros Judiciários de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejuscs) do Tribunal de Justiça do Amazonas durante a Semana Nacional da Conciliação, iniciada na última segunda-feira (8) e que será concluída hoje (12).

Localizado no Fórum Henoch Reis, o “Cejusc Cível” teve 360 audiências agendadas para o período e o “Cejusc Família”, localizado no Fórum Euza Naice de Vasconcellos teve 180 sessões agendadas.

No Judiciário Estadual, os dois Cejuscs compõem a estrutura do Sistema Permanente de Mediação e Conflitos (Sispemec), que sob a presidência do desembargador Délcio Luís Santos, projeta, executa e coordena ações de estímulo à resolução de demandas por meio da utilização de métodos adequados, tais como a mediação e a conciliação.

Conforme o coordenador do “Cejusc Cível”, juiz Roberto Santos Taketomi, a Semana Nacional da Conciliação é um período oportuno para reforçar e consolidar cada vez mais a prática, enquanto método adequado de resolução de conflitos. “A conciliação é o meio mais rápido, eficiente, justo e democrático para a solução dos conflitos. Digo que é democrático porque a conciliação é construída pelas próprias partes na busca de soluções”, apontou o magistrado.

O coordenador do “Cejusc Família”, juiz Gildo Alves de Carvalho acrescentou que a prática da conciliação consolidou-se no Poder Judiciário brasileiro, sendo estimulada e realizada a qualquer período do ano. Segundo o magistrado, a Semana Nacional da Conciliação é um momento oportuno para reforçar o método e impulsionar a realização de audiências.“No Cejusc Família, assim como no Cejusc Cível, a conciliação é uma prática diária e a “Semana Nacional da Conciliação”, desde que surgiu, tem o objetivo de mobilizar, sensibilizar o sistema de Justiça e os usuários deste sistema, à compreensão da importância desta modalidade de resolução de conflitos através do diálogo”, apontou o juiz.

Colaboração

Colaborando com o mutirão de audiências realizado pelo Cejusc-Cível, o defensor público Péricles Souza exaltou os objetivos pretendidos com a realização da Semana Nacional da Conciliação e comentou que os métodos alternativos de resolução de conflitos são imprescindíveis. “A Defensoria Pública Estadual prima para que as partes cheguem a uma composição antes mesmo de se iniciar um processo judicial, mas quando isso não é possível e a demanda é judicializada, estamos a todo momento buscando que as partes busquem essa composição, pois essa é a maneira mais rápida e eficiente para se chegar à solução de um conflito”, citou o defensor público Péricles Souza.

Semana da Conciliação no Amazonas

A Semana Nacional da Conciliação é uma mobilização do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e trata-se de uma campanha por meio da qual os Tribunais Estaduais, Federal e do Trabalho designam magistrados, servidores, estagiários e colaboradores para a realização de audiências conciliatórias. Neste ano de 2021, a “Semana” chegou à 16a. edição tendo como tema: “Conciliação: Mais tempo para Você”.

No Amazonas, sob a coordenação da Corregedoria-Geral de Justiça, 10.991 audiências foram pautadas para o período, sendo 4.755 agendadas para ocorrer na Comarca de Manaus 6.236 nas Comarcas do Interior.

Fotos: Raphael Alves (TJAM)

Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Facebook