Estamos nas Redes

Amazonas

Rio Negro apresenta comportamento acelerado de cheia devido a chuvas torrenciais na região

Publicado

on

Após um período de subida preguiçosa em dezembro, o rio Negro, que banha a cidade de Manaus, apresentou um rápido aumento na sua elevação nos primeiros 54 dias de 2023

arquivo de imagens

O rio Negro, que inicialmente apresentou um comportamento preguiçoso na sua subida, agora está reagindo e se aproximando das grandes enchentes. Esse comportamento pode ser observado na subida de 2022, quando o rio atingiu a cota de 29,75 metros, registrando a terceira maior cheia da história.

Nos primeiros 54 dias deste ano, o rio Negro já registrou uma elevação de quase 4,5 metros na régua do Porto de Manaus. Comparado com o mesmo período do ano passado, o rio subiu apenas 67 centímetros, evidenciando um aumento significativo na velocidade da cheia. Nos últimos três dias, o rio subiu 25 centímetros, sendo duas cotas de 8 centímetros nos dias 21 e 22 e mais 9 centímetros na contagem de hoje, 23/02.

A diferença no comportamento da cheia do rio Negro em relação ao ano passado pode ser explicada pelas chuvas torrenciais que têm atingido a região nas últimas semanas. Esse fenômeno tem contribuído para o aumento significativo da elevação do rio e a proximidade de uma grande enchente. Atualmente, o rio atingiu a cota de 23,70 metros acima do nível do mar, enquanto no ano passado, nessa mesma data, o rio marcava 24,12 metros, evidenciando uma diferença de 42 centímetros em relação a 2022. No início de janeiro, a diferença era de mais de 3,50 metros.

Publicidade

Facebook