Estamos nas Redes

Amazonas

Boi Caprichoso paga funcionários, reduz dívidas e negocia débitos com Amazonas Energia

Publicado

on

A gestão de Jender Lobato e Karu Carvalho inicia a temporada 2023 mantendo a política de redução de dívidas, transparência e fortalecimento para a conquista do bicampeonato do Festival de Parintins.

A gestão do Boi-Bumbá Caprichoso é diferenciada pelo trabalho transparente, a política de redução de débitos e, principalmente, pelo respeito e dignidade dada ao trabalhador azul e branco. Nesta quarta-feira (09/02) o presidente Jender Lobato e o vice-presidente Karu Carvalho efetuaram o pagamento dos trabalhadores com carteira assinada, funcionários permanentes que atuam na vigilância do patrimônio do bumbá.

Trabalhar fora do festival é desafiador, pois o boi não tem recursos. O Bumbá recebe verba apenas para fazer o Festival Folclórico, entretanto, o planejamento, a gestão e o compromisso fizeram com que o Boi Caprichoso efetuasse o pagamento, no mês de dezembro, do décimo terceiro e férias para os que ainda não tinham gozado do direito. Ontem foi o dia dos colaboradores receberem o salário do mês. “Conseguimos honrar esse compromisso com o pagamento do salário dos nossos vigias. Estamos deixando tudo em ordem, graças a Deus, equilibrando tudo dentro do nosso planejamento”, explica Jender Lobato.

Amazonas Energia

Ao assumir a presidência do Boi Caprichoso, o advogado Jender Lobato assumiu a responsabilidade de negociar a dívida do bumbá com a empresa Amazonas Energia, que se arrastava há anos. Nesta quarta-feira, ele ajustou o calendário de pagamento com a empresa, mantendo em dia o fornecimento para as atividades administrativas no Curral Zeca Xibelão, no centro administrativo, Cedem Caprichoso, no Conselho de Arte e nos galpões de alegoria.

“Aproveito para agradecer a direção da Amazonas Energia entendeu a forma de como ocorre a questão dos recursos dentro do festival e, ao mesmo tempo, fez o acordo. Dentro desse planejamento todos os meses vamos honrar esse compromisso e, continuar trabalhando para num futuro próximo a gente não tenha mais nenhum débito com Amazonas Energia”, prevê.

Redução de dívidas

Pela primeira vez na história do boi-bumbá Caprichoso se consegue reduzir as dívidas da agremiação. Em anos anteriores eram inúmeras as ações na justiça do trabalho. Na gestão de Jender e Karu o efeito foi ao contrário. “Desde que assumimos o boi nós não tivemos ações trabalhistas contra a nossa gestão, exatamente, porque a gente mantém o nosso compromisso, a gente mantém a nossa palavra e principalmente a gente mantém o pagamento de todas as pessoas que trabalham no boi quer seja no festival ou fora do festival”, assegura.

Nesta quarta-feira (09/02) foram colocadas em dia as parcelas do acordo firmado com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, relativos aos débitos tributários e previdenciários inscritos na Dívida Ativa da União, cuja negociação possibilitou redução das dívidas do Bumbá, em mais de 2 milhões de reais. “Esse é o compromisso da nossa gestão: manter em dia nossas obrigações com os órgãos de controle, com nossos trabalhadores e com o projeto de Arena 2023”, salienta .

O Boi-Bumbá Caprichoso para o Festival deste ano está planejado, e o Conselho de Arte trabalha em mais um projeto ousado e grandioso. “O Caprichoso terá um espetáculo grandioso, maravilhoso, audacioso dentro das tradições do nosso boi pra que a gente possa conquistar o bicampeonato do festival”, concluiu.

Publicidade

Facebook