Conecte-se Conosco

GOVERNO FEDERAL

Com valor de R$ 110, Auxílio Gás será pago a 5,6 milhões de famílias em agosto

Publicado

em

Calendário de repasses tem início na terça-feira, 09.08. Do total de famílias, 86% têm como responsável familiar uma mulher

Mais de 5,6 milhões de famílias começam a receber o Auxílio Gás na próxima terça-feira, 9.08. O valor do benefício é de R$ 110. O investimento do Ministério da Cidadania para saldar os repasses é de R$ 624 milhões. O calendário de pagamento segue o mesmo cronograma do Auxílio Brasil, a partir do Número de Identificação Social (NIS) das Famílias.

De junho, último mês com repasse do programa, para agosto, o valor do Auxílio Gás teve aumento de 108%, de R$ 52 para R$ 110. A ampliação atende o previsto em Emenda Constitucional aprovada pelo Congresso Nacional. Antes, as famílias em condição de vulnerabilidade social recebiam metade do valor médio de um botijão de GLP de 13kg a cada dois meses. Com o novo texto, o valor foi dobrado. O preço médio do botijão é calculado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

O Nordeste é a região com maior número de beneficiários. São 2,7 milhões de famílias com direito a receber o Auxílio Gás em agosto de 2022. Na sequência estão as regiões Sudeste (1,8 milhão), Norte (545 mil), Sul (356 mil) e Centro-Oeste (180 mil).

O estado com maior número de famílias atendidas é São Paulo. São 748 mil. A lista segue com Bahia (711 mil), Rio de Janeiro (512 mil), Minas Gerais (491 mil), Pernambuco (449 mil) e Ceará (406 mil). 

Do total de 5,6 milhões de beneficiários em agosto, 4,8 milhões estão em lares em que o responsável familiar é mulher (86%). Segundo estimativas da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania do Ministério da Cidadania, o número total de pessoas beneficiadas pelo Auxílio Gás é de 16,5 milhões.

Condições

Os beneficiários do Auxílio Gás são selecionadas pelo Ministério da Cidadania de acordo com os requisitos estabelecidos na lei do programa. Os critérios são: famílias inscritas no Cadastro Único com renda per capita menor ou igual a meio salário mínimo, além de integrantes do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Não são computados para o cálculo de renda mensal os benefícios do Auxílio Brasil. O recebimento de outros auxílios não é impedimento. O objetivo é contribuir para a segurança alimentar das famílias em condição de vulnerabilidade. Não é necessário prestar contas.

Para definição do valor do benefício, a ANP publica em seu site mensalmente o valor da média dos seis meses anteriores referentes ao preço nacional do botijão de 13kg de GLP.

Assessoria de Comunicação – Ministério da Cidadania