Conecte-se Conosco

Prefeitura

Convênio de R$ 133 mi entre a prefeitura e o governo do Amazonas garante construção do complexo viário do Produtor e do parque Gigantes da Floresta

Publicado

em

O prefeito de Manaus, David Almeida, e o governador do Amazonas, Wilson Lima, assinaram, nesta sexta-feira, 1º/7, dois convênios, que totalizam R$ 133 milhões, para a construção do complexo viário da rotatória do Produtor, no bairro Jorge Teixeira, e do parque Gigantes da Floresta, no Novo Aleixo, ambos na zona Leste. As ações visam resolver um antigo problema no trânsito local e impulsionar o setor turístico da região.

Conforme David, a principal beneficiada pela parceria com o governo do Amazonas é a população de Manaus, que vem sendo contemplada com várias ações em zonas antes esquecidas pelo poder público.

“Estaremos construindo o maior viaduto do Norte do Brasil, resolvendo um problema de forma definitiva. Apresentaram-me um projeto que resolveria de forma momentânea, mas eu pedi que fosse refeito, pois pensamos em uma Manaus grande, uma cidade do futuro. O convênio que irá garantir a construção desse complexo com 12 direções na rotatória do Produtor. Além disso, vamos mudar o eixo turístico da nossa cidade com a construção do parque Gigantes da Floresta. Em nome da população de Manaus, agradeço ao governador e temos muito a ganhar. Vocês têm visto os avanços que temos conquistado, graças a esse novo momento onde trabalhamos juntos, para melhorar a vida da população”, enfatizou Almeida.

Ambos os projetos devem ter o início das obras para o segundo semestre deste ano, sendo que a entrega do parque está marcada para o dia 12 de outubro de 2023, enquanto o viaduto será concluído em dezembro do mesmo ano.

Para o governador Wilson Lima, as ações vão levar dignidade aos moradores da zona Leste, que muitas vezes foram deixados de lado pelos políticos durante toda gestão, e lembrados apenas no período eleitoral.

“Assinamos convênios para duas obras importantes. Quando o David (Almeida) falou de turismo, até então, essa palavra era estranha para quem mora na zona Leste, porque isso nunca aconteceu nessa área da cidade. Essa região sempre foi vista por muitos como um bolsão de gente, onde estão os menos favorecidos. Esse trabalho que a prefeitura está fazendo, de colocar um espaço de diversão e turismo, mostra a valorização do espaço urbano dessa área, é a geração de empregos e renda para quem mora nessa zona. O viaduto também é outra obra importantíssima. Por que não fizeram isso antes? Há muito tempo que havia necessidade dessa reforma, mas só agora vai sair do papel como resultado dessa parceria. Estamos fazendo a maior intervenção viária da cidade de Manaus”, afirmou Lima.

Trânsito

A construção do complexo viário da rotatória do Produtor será a obra mais complexa já realizada pela gestão municipal. O valor estimado é de R$ 82 milhões, oriundos da parceria com o governo do Amazonas, e irá atender os moradores das zonas Norte e Leste.

A obra será licitada no estilo de Regime Diferenciado de Contratações (RDC), onde a empresa que ganhar fica responsável pela elaboração do projeto e pela execução da obra. Ao todo, serão 25 mil metros quadrados de construção, quatro alças e 16 movimentos diferentes dentro do viaduto.

O titular da Seminf, Renato Júnior, afirmou que a obra é um sonho para os moradores da zona Leste, visto que irá resolver o caos do trânsito no local.

“A rotatória do Produtor como nós sabemos, da forma que está, é um caos pelo volume de tráfego que existe nessa região. Quando o projeto dessa rotatória foi apresentado para o prefeito David, ele pediu para que mudássemos, pois ele projeta a cidade para o futuro. Esse será um dos mais importantes viadutos da nossa cidade. O governador e o prefeito têm um olhar especial para a zona Leste. Esses dois estão, definitivamente, colocando em prática os anseios e sonhos de quem mora nessa região. Um sonho começa a sair do papel e se tornará realidade na zona Leste de Manaus”, comentou o secretário.

Turismo

Desenvolvido pelas equipes de arquitetos e engenheiros do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), a construção do parque Gigantes da Floresta custará R$ 51,7 milhões e será a primeira estrutura urbana de grandes proporções temática, multigeracional e habitacional da atual gestão.

O convênio e a criação do espaço público irão promover a qualidade de vida dos moradores da área, em especial, preencher vazios urbanos deixados durante a expansão da cidade.

O complexo contará ainda com um Centro de Atendimento Psicossocial (Caps), com consultórios, enfermagem, administração, espaço de convivência e toda a estrutura para prestar um serviço de qualidade à população.

O diretor-presidente do Implurb, Carlos Valente, destacou que o parque irá iniciar uma nova era na cidade, visto o tamanho do seu planejamento, que engloba diversas necessidades da população.

“As zonas Norte e Leste nunca mais serão as mesmas após o parque Gigantes da Floresta. Essa foi uma ideia que o prefeito nos lançou no ano passado e começamos a estudar o seu desenvolvimento. Hoje, temos um projeto que assusta pelo tamanho. É um projeto que tem habitação de interesse social, um Caps para atender as necessidades psicossociais. Terá área para idosos, PcDs e pets. Nós teremos um parque que será o maior de Manaus e o mais bonito”, concluiu.

Texto – Thiago Fernando/Semcom

Fotos – Dhyeizo Lemos e Antônio Pereira / Semcom