Conecte-se Conosco

Prefeitura

Prefeitura de Manaus prepara campanha Dezembro Vermelho para prevenção e controle do HIV/Aids

Publicado

em

Com foco nas ações de prevenção ao HIV/Aids, a Prefeitura de Manaus vai iniciar nesta quarta-feira, 1º/12, Dia Mundial de Luta contra a Aids, a programação da campanha Dezembro Vermelho 2021. A ação, executada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), ocorrerá em unidades de saúde e locais onde seja possível manter as recomendações de segurança na prevenção à Covid-19, evitando aglomeração, com o reforço das ações de prevenção e incentivo ao diagnóstico precoce do HIV/Aids, assim como na mobilização da sociedade com o objetivo de reduzir o preconceito e promover o respeito e a garantia dos direitos à saúde de todas as pessoas vivendo com HIV.

Segundo a titular da Semsa, Shádia Fraxe, a rede municipal vai atuar na ampliação da oferta de testagem rápida para o diagnóstico do HIV e de preservativos masculinos e femininos, e também na organização de atividades educativas para orientar a população sobre a importância da prevenção.

“Neste ano, a Semsa já registrou um aumento de 23% no número de testes de HIV (rápido e sorologia) realizados nas unidades de saúde, em comparação com o ano de 2020. Com a campanha Dezembro Vermelho, a meta é ampliar ainda mais a oferta do exame, essencial para a detecção precoce do HIV, o que leva ao início do tratamento. E é importante lembrar que com uma boa adesão ao tratamento, o paciente atinge um nível tão baixo de carga viral, que a chance de transmissão da doença é praticamente nula, evitando o registro de novos casos”, explica Shádia Fraxe.

A chefe do Núcleo de Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST/Aids) e Hepatites Virais da Semsa, enfermeira Rita de Cássia Castro de Jesus, reforça que a campanha também tem como objetivo chamar atenção para a Prevenção Combinada, estratégia recomendada pelo Ministério da Saúde e que reúne diferentes métodos de prevenção e controle do HIV/Aids, com foco na saúde integral das pessoas.

Os métodos da Prevenção Combinada incluem: a testagem regular para o HIV; a prevenção da transmissão vertical (quando a gestante é soropositiva e pode haver a transmissão do vírus para o bebê); o tratamento das infecções sexualmente transmissíveis e das hepatites virais; a imunização para as hepatites A e B; a redução de danos para usuários de álcool e outras drogas; a profilaxia pré-exposição (PrEP); a profilaxia pós-exposição (PEP); distribuição de preservativos; e o tratamento para todas as pessoas que já vivem com HIV.

“São métodos disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) e que podem ser utilizados pela pessoa isoladamente ou combinados, buscando a prevenção, a detecção precoce e o atendimento em saúde adequado para as pessoas que vivem com o HIV, o que vai garantir melhor qualidade de vida”, afirma Rita de Cássia.

Estratégias

Além da oferta de teste rápido, que pode ser feito em 134 Unidades de Saúde da rede municipal, e da distribuição gratuita de preservativos masculinos e femininos, de gel lubrificante e das ações educativas, Manaus conta com a oferta de serviços testagem rápida por fluido oral (realizada por organizações não governamentais) e autoteste para HIV, Profilaxia Pós-Exposição, disponível na rede estadual, e a Profilaxia Pré-Exposição (PrEP).

“A profilaxia pré-exposição consiste no uso diário de uma medicação antirretroviral, que tem a função de impedir que a pessoa seja infectada pelo HIV, e é indicada para um público específico de pessoas com maior chance de entrar em contato com o vírus. O primeiro serviço na rede municipal foi implantado em março deste ano na Clínica da Família Dr. Raimundo Franco de Sá, que até o momento conta com 494 usuários cadastrados e em acompanhamento. A intenção é ampliar esse serviço, com mais três unidades da Atenção Primária sendo preparadas em fase final para a implantação de PrEP”, informa Rita de Cássia.

No ano de 2020, a Semsa implantou o autoteste nos sete serviços municipais de saúde que ofertam o tratamento para pessoas vivendo com HIV. As pessoas com diagnóstico positivo para HIV podem ser acompanhadas em nove unidades da capital, sendo seis Serviços de Atenção Especializada (SAE), estaduais e municipais, e três Unidades Básicas de Saúde (UBS).

No eixo de ação para o combate ao preconceito e discriminação contra pessoas vivendo com HIV, a Semsa estabeleceu parceria com a Unaids, Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids, e a Universidade do Rio Grande do Sul, que lançaram em Manaus, no mês de outubro deste ano, o curso “Zero Discriminação: HIV e Aids”.

“É um curso direcionado para profissionais de saúde e representantes de movimentos sociais, visando à eliminação do preconceito e discriminação”, destaca Rita de Cássia.

Dados epidemiológicos

No período de janeiro a outubro de 2021, Manaus registrou 1.631 novos casos de HIV/AIDS em adultos residentes na cidade. Em comparação com os dados do mesmo período de 2020, é possível observar um aumento do número de casos em aproximadamente 19% (261 casos), mostrando um provável impacto do aumento de 23% na realização de testes.

Dos casos novos de 2021, o sexo masculino aparece com número maior (1.259), quando comparado ao feminino (372). Em relação à faixa etária, há predominância do número de casos entre indivíduos de 20 a 39 anos (1.108).

Para conhecer as Unidades de Saúde com Teste Rápido acesse o site: https://semsa.manaus.am.gov.br/teste-rapido-ists/

Texto – Eurivânia Galúcio / Semsa

Foto – Divulgação / Arquivo Semcom